SE CAIR DISPARA!!

Os manuais das novas pistolas da TAURUS agora vem explicando que se cair ao chão pode disparar.

O fabricante sempre negou que suas pistolas podiam cair e disparar, mas em julho de 2016 a Forjas Taurus colocou esta informação nos manuais de suas armas e agora as novas pistolas também trazem está informação. O interessante é que nos manuais da armas vendidas nos EUA está informação já existia.

 Você que trabalha com uma pistola da Taurus na cintura, você está seguro?!

MAIS UMA PT 24/7 TAURUS DISPARA MESMO TRAVADA

​Mais uma arma da Forja Taurus que dispara sozinha. É com esse tipo de arma que os policiais do Brasil são obrigados a trabalhar, graças ao monopólio das armas de fogo no Brasil, que é institucionalizado pelo Exército Brasileiro, pois é o Exército que insiste em dizer que uma arma da Taurus é igual a uma CZ, Colt, S&W, Glock, Sig e outras mundialmente renomadas marcas de armas.

POLICIAIS DO DF SOFREM E SE FEREM COM AS ARMAS DA TAURUS 

A TV Bandeirantes fez uma matéria falando sobre as vítimas da Taurus no DF, que são policiais militares e civis que foram feridos ou que são obrigados a trabalhar com as armas da Taurus. Veja!

O monopólio das armas de fogo no Brasil é institucionalizado pelo Exército Brasileiro, pois é ele que impede a importação de outras armas de fogo e é algo desconhecido pelo Congresso Nacional, pois segundo os deputados de lá, principalmente o Deputado Federal Rodrigo Maia, as graves falhas nas armas da Taurus “não tem relevância nacional”.

Você que está com uma arma da Taurus na cintura, você está seguro?

DELEGADO DO RIO DE JANEIRO FALA VERDADES SOBRE O LOBBY DAS ARMAS NO BRASIL 

Um jornal do SBT estava mostrando uma operação policial onde um operador tem que sacar um alicate e fazer reparos em seu fuzil em pleno tiroteio para que ele volte a funcionar. Aí que entra o Delegado Marcus Amim relatando a problemática que afeta os policiais de todo país que é o monopólio das armas de fogo, que é institucionalizado pelo Exército Brasileiro e esquecido pelo Congresso Nacional. Veja o vídeo que ele fala por si.

Há alguns dias falamos sobre a real história sobre os fuzis no Brasil em outra publicação A VERDADE SOBRE OS FUZIS BRASILEIROS!! E ficou claro o resultado nefasto do monopólio das armas e quem sao as maiores vítimas, os polícias de todo Brasil.

LAUDO CONFIRMA QUE 24/7 DISPARA EM QUEDA

​Laudo do Instituto de Criminalistica do Distrito Federal, feito em decorrência de de testes de queda da pistola 24/7, comprovou o disparo por queda. A foto abaixo faz parte do Laudo Pericial oficial e mostra o momento exato da queda com detalhe do gatilho sendo acionado.

Este teste foi feito na PT 24/7 POLICE de um Policial Civil de Brasília, Luciano Vieira, que no dia 08/11/2011, foi baleado no peito quando sua arma caiu ao solo e disparou, atingindo e perfurando o pulmão e saindo nas suas costas. Ele ficou internado 15 dias na UTI e hoje além do trauma psicológico carrega dores imensuráveis.

Após cinco anos fazendo diversas testes, os peritos chegaram a conclusão que a sua arma quando submetida aos testes de queda disparou por diversas vezes.

A vitima nos relata que “a arma não apresentava desgastes ou qualquer outra falha mas mesmo assim em 4 quedas ocorreu 3 disparos”.

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal também fez uma matéria sobre o resultado do Laudo e falou mais – Novo laudo da PCDF aponta defeito em armas da Taurus – veja:

INQUÉRITO CIVIL

Há relatos de todas as partes do Brasil sobre acidentes – alguns fatais – ocasionados por disparos acidentais de armas da Taurus, empresa que detém o monopólio nacional.

Um dos diretores do Sinpol-DF, o agente de polícia Luciano Vieira, foi vítima: ele estava no apartamento onde mora quando a pistola caiu no chão. A queda acionou a arma, que o atingiu na região do tórax. A bala atravessou o corpo de Luciano e ficou alojada no ombro.

O Sinpol-DF tem denunciado o problema há mais de um e levou o caso ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) em maio do ano passado. Em junho, o órgão instaurou uminquérito civil para apurar os fatos por meio do Núcleo de Investigação e Controle Externo da Atividade Policial (NCAP).

Em outubro, uma ação civil pública também do MPDFT recomendou que a PCDF substituísse o armamento, mas, até o momento, o Sinpol-DF não tomou conhecimento ou foi informado sobre qual providência foi adotada pela instituição para atender à recomendação do Ministério Público.

“Os policiais civis estão temendo trabalhar com essa arma. Muitos gostariam de substituí-la, mas a Polícia Civil não possui outro tipo de armamento. Os policiais civis já trabalham com a ideia de fazer uma entrega coletiva dessas armas”, informa o presidente do Sinpol-DF, Rodrigo Franco “Gaúcho”.

Fica então o questionamento, o que a TAURUS irá fazer com as inúmeras vítimas de suas armas defeituosas?

VÍTIMAS DAS PRÓPRIAS ARMAS: A TRÁGICA POLÊMICA QUE DIVIDE POLICIAIS E FABRICANTE

Esta foi a matéria que a BBC Brasil fez sobre a triste saga que envolve o nome da Forjas Taurus em vários acidentes e mortes de policiais.

A BBC é uma das maiores e mais bem conceituadas empresas de comunicação do mundo e fazendo jus ao seu nome, fez uma matéria investigativa que foi a fundo nas tramas que envolvem a Taurus. Esta é a matéria, é só clicar e ter acesso a grande parte dos fatos que a própria empresa não quer falar ou diz que não tem nada haver. Vítimas das próprias armas: A trágica polêmica que divide policiais e fabricante.

A verdade sobre o monopólio das armas de fogo no Brasil está aí, basta pesquisar. Infelizmente nada de efetivo está sendo feito, mas não desistimos desta luta, pois pessoas estão sendo feridas, aleijadas e mortas. Cuidado, você pode ser a próxima VÍTIMA DA TAURUS!

NOVAS VÍTIMAS DA TAURUS A CADA DIA!!

Estes são alguns dos depoimentos que recebemos em nosso Blog VÍTIMAS DA TAURUS, veja:


E temos vários outros casos relatados de policiais que se feriram e que são pressionados em suas corporações para não acionarem a Taurus na justiça ou que desistem por medo de serem ridicularizados, pois as perícias nacionais não conseguem apontar as causas dos acidentes e falhas.

São várias pessoas por todo Brasil e o Congresso Nacional diz que os problemas nas armas da Taurus não tem abrangência nacional!

Infelizmente nossos policiais são obrigados a trabalhar com essas armas enquanto o monopólio das armas, institucionalizado pelo Exército Brasileiro, persistir em nosso país.