PROBLEMAS COM A PT 638 DA TAURUS 

Esta é uma PT 638 da Taurus, calibre .380ACP, de um Policial Civil de Curitiba, que pertence ao TIGRE. Vejam que ela mesmo travada dispara com apenas o chacoalhar da arma. E a resposta padrão da Taurus é que é falta de habilidade do policial os defeitos que as pistolas Taurus vem apresentando. 

 A verdade é que as polícias do Brasil e os amantes das armas de fogo são vítimas de um monopólio que beneficia a Taurus e a culpa desse monopólio é o Exército Brasileiro.

Você policial que está com uma pistola da Taurus na cintura, você se sente seguro?

​TAURUS É CONDENADA A PAGAR INDENIZAÇÃO NO BRASIL

Este é o Cabo da Polícia Militar de São Paulo, Carlos Alberto de Oliveira, que no ano de 2008 foi vítima de um disparo acidental de arma de fogo, motivado por queda e sem o acionamento do gatilho. Na ocasião o Cb Alberto portava uma  pistola PT 100 da Taurus, calibre .40S&W, que ao cair ao chão, disparou e atingindo sua perna direita. Em decorrência do acidente o policial não pode mais fazer exercicios físicos e assim adquiriu sobrepeso e outras doenças, além do trauma que irá carregar para o resto da vida.

Em 2016 a Forja Taurus foi condenada a pagar uma indenização ao CB Alberto que recebeu algo em  torno de  70 mil reais, que na verdade é uma paga vergonhosa, considerando que o policial foi alvejado pelo calibre. 40, que é destruidor!

Um precedente importante deste caso é que mesmo estando a vítima portando uma arma da corporação, ele foi considerado como consumidor. E na verdade todos policiais que se envolveram em acidentes com armas da Taurus sem o acionamento do gatilho devem ser assim considerados, como consumidores que são.

A frente colocamos as decisões judiciais do caso:

– Sentença de primeiro grau.

https://drive.google.com/file/d/0B58eEmsAf-PjOTBacWFUMS14TWM/view?usp=drivesdk
– Acórdão do TJSP.

https://drive.google.com/file/d/0B58eEmsAf-PjRXdZT1R3aWEwMjA/view?usp=drivesdk
– Decisão  do STJ

https://drive.google.com/file/d/0B58eEmsAf-PjdUNQdmk5SFJTOXc/view?usp=drivesdk

Mas não é só no Brasil que a Taurus já foi condenada por problemas graves em suas armas. Nos EUA a Forjas Taurus teve que pagar uma indenização milionária – TAURUS FAZ ACORDO DE 39 MILHÕES DE DÓLARES POR CAUSA DE PISTOLAS COM DEFEITO NOS EUA!!

Em outros países existem condenações altíssimas porque a esposa mexeu no celular do marido – Mulher descobre traição em WhatsApp do marido e é multada em R$ 140 mil por invasão de privacidade, enquanto que aqui nas terras tupiniquins um policial leva um tiro de .40 na perna ou no peito, como no caso do Policial Civil de Brasília, e o judiciário indeniza a vítima míseros 70 mil reais. Coisas do Brasil!

As falhas nas armas da Taurus comprovadas por laudos e sentenças julgadas nas últimas instâncias judiciais de nosso país. Vários casos e novas vítimas a cada dia estouram na Internet junto com vídeos inquestionáveis. Você que está com uma pistola da Taurus na cintura, você se sente seguro?

 

SE CAIR DISPARA!!

Os manuais das novas pistolas da TAURUS agora vem explicando que se cair ao chão pode disparar.

O fabricante sempre negou que suas pistolas podiam cair e disparar, mas em julho de 2016 a Forjas Taurus colocou esta informação nos manuais de suas armas e agora as novas pistolas também trazem está informação. O interessante é que nos manuais da armas vendidas nos EUA está informação já existia.

 Você que trabalha com uma pistola da Taurus na cintura, você está seguro?!

MAIS UMA PT 24/7 TAURUS DISPARA MESMO TRAVADA

​Mais uma arma da Forja Taurus que dispara sozinha. É com esse tipo de arma que os policiais do Brasil são obrigados a trabalhar, graças ao monopólio das armas de fogo no Brasil, que é institucionalizado pelo Exército Brasileiro, pois é o Exército que insiste em dizer que uma arma da Taurus é igual a uma CZ, Colt, S&W, Glock, Sig e outras mundialmente renomadas marcas de armas.

TAURUS É PROIBIDA DE VENDER PARA A MAIOR POLÍCIA DO BRASIL 

​A Forjas Taurus foi proibida de participar de licitações da Polícia Militar de São Paulo e o TCU incluiu o nome da empresa no cadastro das empresas inidôneas e, portanto, ela não pode licitar com qualquer órgão público de São Paulo até outubro de 2018.

Clique aí para acessar:

www.portaldatransparencia.gov.br

Mais um passo importante para a quebra do monopólio das armas de fogo no Brasil.

MAIS UMA PT 24/7 DISPARA DENTRO DO COLDRE EM GOIÂNIA 

Há algum tempo mostramos aqui em nosso Blog o caso de um Policial Militar, onde sua pistola, uma PT 24/7, disparou sozinha dentro do coldre, atingindo sua perna. E para acabar com a dúvida dos mais céticos e com os argumentos falaciosos dos defensores da Taurus, o acontecido foi inclusive registrado por um circuito de câmeras que estava perto. Veja – EM GOIAS PT 24/7 DISPARA DENTRO DO COLDRE DUAS VEZES.

Novamente um caso semelhante aconteceu em Goiânia, e no mesmo Batalhão, pois as duas vítimas trabalham no Batalhão de CHOQUE da Polícia Militar de Goiás. Desta vez a vítima foi o 2° Sargento da PMGO Luiz Roberto Marques Dos Reis, que estava de serviço no dia do acidente.


No dia 05 de dezembro de 2016 o SGT Marques estava realizando uma abordagem e quando colocou a sua PT 24/7 no coldre ela disparou sem sequer tocar no gatilho da arma. O disparo atingiu a sua perna, causando-lhe graves lesões. Atualmente o policial está afastado de suas funções pois ainda está se recuperando.

Estas são fotos do coldre da arma, que é um dos melhores fabricados no Brasil, o que confirma o depoimento do SGT Marques, de que a arma disparou sozinha, sem o acionamento do gatilho e sem nenhum problema quanto ao coldre da arma.

O policial envolvido neste caso de disparo involuntário trabalha no Batalhão de CHOQUE da PMGO há mais de 16 anos, sempre na operacionalidade e atuando em ocorrências de alto perigo e nunca houve fato algum que pudesse atentar contra sua experiência profissional e quanto ao manuseio de sua arma. São policiais como este, experientes, bem treinados que se tornam VÍTIMAS DA TAURUS, aleijados, feridos e até mortos!

Você que está com uma pistola da Taurus na cintura, será que você está seguro? O que garante que com o simples fato de sacar sua arma para fazer uma abordagem, você ou a pessoa abordada não serão baleados? Veja que este não foi o primeiro caso e graças ao monopólio das armas de fogo no Brasil, pelo jeito não será o último.